quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Agradecer os dons recebidos

O Papa Bento XVI comentou a parábola evangélica dos talentos.
“Os talentos - disse o Santo Padre -, representam a riqueza que o Senhor nos deixou em herança para que a façamos frutificar”.

O Papa explicou que ese Evangelho, sobre a parábola dos talentos, “nos convida a ficar em estado de alerta e a ser operativos, enquanto esperamos o retorno do Senhor Jesus no final dos tempos”.
“Os talentos - prosseguiu -, além das qualidades naturais, representam a riqueza que o Senhor nos deixou em herança para que a façamos frutificar: sua Palavra depositada no Santo Evangelho”, e “a parábola insiste na atitude interior de acolher e valorizar este dom”.

“A atitude equivocada é o medo (...) como sucede, por exemplo, aos que, tendo recebido o Batismo, a Comunhão e a Confirmação, enterram esses dons sob uma capa de preconceitos, sob uma imagem falsa de Deus que paralisa a fé e as obras. (...) Mas a parábola enfatiza os bons frutos trazidos pelos discípulos, que (...) não esconderam os dons (...) mas os fizeram frutificar, compartilhando e dividindo. O que Cristo nos deu se multiplica quando os damos”.

“O ensinamento evangélico – concluiu – (...) tem apresentado conseqüências no âmbito histórico e social, promovendo no seio das populações cristãs uma mentalidade ativa e empreendedora. Mas a mensagem central se prende ao espírito de responsabilidade com o qual se acolhe o Reino de Deus: responsabilidade face a Deus e face a humanidade”.

Um comentário:

Adilson Rosa disse...

Eu entendo que se cada um de nós colocassemos o dom que recebemos a serviço do nosso desenvolvimento, para entendermos o que Jesus espera nós, com certeza iriamos arrebanhar as ovelhas perdidas, iriamos aumentar os trabalhadores da messe.