quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Ministério Extraordinário da Comunhão


O ministro é um servidor de Jesus na comunidade!
Empresta seus pés e dispõe-se a caminhar em nome de Jesus e da comunidade até o irmão doente e leva-lhe o Pão da Vida! É responsabilidade da comunidade dar atenção primeira aos mais necessitado fazendo chegar até eles a força do Pão Vivo, a Eucaristia.
Através dos Sacramentos a vida do homem, sua experiência passam a ter novo sentido! A vida nos reserva momentos e situações que sem a iluminação da fé, não conseguimos compreender.
Sem a força do Pão Vivo da Eucaristia, temos dificuldades em aceita-los e, sem a certeza de que em Cristo todo o sofrimento e morte tornam-se nova vida e libertação, não conseguimos caminhar.

Por isto, iluminados pela fé e fortalecidos pelo Pão da Eucaristia, seguimos com coragem o caminho de Cristo.
O ministro é um servidor e com esta consciência cristã ajuda, em nome de Deus e da comunidade de fé, no trabalho junto aos doentes.

Missão do Ministro Extraordinário da Comunhão:
• Assumir a identidade de Ministro da Comunidade e da Eucaristia, engajando-se na comunidade, construindo o Reino de Deus.
• Conhecer as necessidades da comunidade, seus apelos, as prioridades mais urgentes a serem respondidas.
• Concientizar-se, a partir da realidade, dinamizando as tarefas comunitárias, sob a luz da Palavra de Deus.
• Apoiar os grupos da comunidade, ajudando-os a um trabalho participativo de comunhão. Ministério é serviço na comunidade.
• Cristo é o Pão da vida. O Ministro não só distribui o Pão Eucarístico, mas está comprometido com a "vida dos irmãos".
• O Ministro deverá estar ligado profundamente a Cristo, dinamizando e fermentando a comunidade, promovendo a fraternidade.
• O Ministro é chamado a conhecer melhor sua fé, ao estudo permanente, e à vivência concreta da fé na comunidade, principalmente junto aos necessitados e doentes.
• É importante que o Ministro cultive sua fé, o espírito comunitário, cresça na consciência do anúncio do Reino de Deus e da denúncia daquilo que não constrói fraternidade. Cresça no dom de si mesmo, na espiritualidade Eucarística, visando transformação.

Nenhum comentário: