quinta-feira, 8 de julho de 2010

Sobre São Cromácio, Bispo


São Cromácio, bispo de Aquileia (séc. IV): a catequese da audiência geral

No âmbito das catequeses (2007) que tem vindo a dedicar, na audiência geral de cada semana, a pastores e “Padres” da Igreja dos primeiros séculos, Bento XVI falou um pouco deste Bispo de Aquileia pouco conhecido, (no norte da Itália, sobre o Mar Adriático, perto de Trieste): São Cromácio, que viveu no século IV, “idade de ouro” desta antiga Igreja, que acolheu, no ano 381, um Concílio.

Cromácio – explicou o Papa - nasceu em Aquileia em 345. Foi em família que lhe foi transmitida a fé cristã. Teria uns 40 anos quando se tornou bispo da sua cidade natal. Recebeu de Santo Ambrósio a sua ordenação episcopal, tendo-se consagrado com coragem e determinação a uma importante atividade apostólica no imenso território que lhe era atribuído. Foi um dos mais conhecidos e estimados bispos do seu tempo. Morreu provavelmente exilado, em Grado, em 407 (ano do falecimento de S. João Crisóstomo).

“Cromácio quis antes de mais nada colocar-se à escuta da Palavra de Deus, para ser capaz de o anunciar: no seu ensinamento, ele parte sempre da Palavra de Deus, e a ela torna constantemente. São-lhe especialmente caros alguns temas: antes de mais o mistério trinitário, do qual contempla a revelação ao longo da história da salvação; depois também o Espírito Santo; finalmente, S. Cromácio insiste muito no mistério de Cristo, sublinhando que o Salvador assumiu integralmente a natureza humana para lhe fazer o dom da sua divindade”.

Pastor zeloso, Cromácio usa uma linguagem fresca, colorida, incisiva, recorrendo a imagens facilmente compreensíveis aos seus auditores.

“Num período difícil como o seu, este iminente Pastor soube consolar os seus fiéis abrindo a sua alma à confiança em Deus. De Cromácio conservam-se uns 40 sermões e mais de 60 comentários ao Evangelho de São Mateus, onde refere os temas já indicados: Trindade, Espírito Santo, mistério de Cristo, e também a relação da Virgem Maria com a Igreja”.

Presentes, na Aula Paulo VI, do Vaticano, nesta audiência geral, os fiéis da paróquia de São Cromácio de Aquileia, em Udine, assim como de Gorízia, acompanhados pelo respectivo arcebispo D. Dino De Antoni, por ocasião da abertura do “Ano Cromaciano”.

Nas saudações finais aos peregrinos de língua italiana, dirigindo-se especialmente aos jovens, aos doentes e aos noivos recém-casados, o Papa recordou a próxima celebração da Virgem Imaculada. “Que ela vos guie, caros jovens (disse), no vosso caminho de adesão a Cristo. Para vós, queridos doentes, seja Ela vosso apoio no sofrimento e suscite em vós uma renovada esperança. A vós, noivos, que Maria vos leve a descobrir cada vez mais o amor de Cristo”.

Fonte: Radio Vaticana.

Nenhum comentário: