quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Semeia sempre

No campo do mundo tu és um semeador.
Não podes fugir à responsabilidade de semear.
Não digas que o solo é áspero, que chove frequentemente,
que o sol queimou ou a semente não serve.
Não é a tua função, julgar a terra e o tempo.
Tua missão é semear.
A semente é abundante! Um pensamento,
um sorriso, uma promessa de alcuto,
um aperto de mão, um conselho,
um poço de água, são sementes que germinam
facilmente.
Não semeis, porém descuidadamente,
como quem cumpre uma missão
desagradável. Semeia com interesse, com amor,
com atenção, como quem
encontra nisso o motivo central de sua felicidade.
E ao semear não penses: -
Quanto me darão? Quanto demorará a colheita?
Recorda que não semeias para enriquecer,
guardando o ganho multiplicado;
semeias porque não podes estar inativo,
porque não podes viver sem dar de si,
porque não podes servir a Deus sem servir aos demais!
Tua semente, pois, não caiu no vazio.
Sem esperar reecompensa, receberás recompensa;
sem esperar riquezas,
enriquecerás; sem pensar em colhetia, teus bens multipilicarão.
E tudo, porque semeias num Reino onde dar de si é receber,
onde perder a vida é
encontrá-la, onde gastar servindo é aumentar.
Semeia sempre em todo terreno, em todo o tempo,
a boa semente, com amor,
com interesse, como se estivesses semeando o próprio coração...
Sê pois, um semeador.



Um comentário:

Catequista Sheila disse...

Que lindo! é de sua autoria?
posso postar no semeando? tem tudo a ver...
um abraço amigo e fique com Deus.