Será que ela não sabia que Ele deveria morrer?



Alguém poderá dizer:

- Será que ela não sabia que Ele deveria morrer?

- Sim, com toda a certeza, ela sabia.

- Ela não sabia que seu Filho logo ressuscitaria?

- Sim, e com extrema confiança.

- E, apesar disso, ela sofreu quando Ele foi crucificado?

- É claro, e sofreu profunda e incomensuravelmente!

- Mas quem és tu, irmão, e de onde te chega esta sabedoria de se surpreender com a paixão de Maria, mais do que com a paixão do Filho de Maria? Ele poderia morrer com a morte do corpo, e tu imaginas que Maria não morresse junto com Ele a morte do coração? Aí está a obra de um amor que ninguém pode ultrapassar, aqui está o efeito de um amor que jamais poderá ser igualado.

São Bernardo de Claraval (1091-1153),
Sermão das Doze Estrelas, $ 15, em Escritos sobre a Virgem Maria,